Os Lusíadas, de Camões, no Jornal O Liberal, Americana (SP)

03/09/2017

 

O Liberal, Americana (SP)  

Edição bilíngue do livro sai no Brasil em setembro

Versão inédita de "Os Lusíadas, The Lusiads", clássico de Luís Vaz de Camões, chega ao Brasil pela editora Landmark. A obra referência da his­tória portuguesa é apresentada simultaneamen­te em inglês e português, como nunca visto antes. A tradução conta com anotações descartadas pelo autor em sua obra original de 1572.

Sir Richard Francis Burton, escritor, linguis­ta e conhecido mundial­mente pelas traduções de sucesso do "Kama Sutra" (1883) e "As Mil e Uma Noites" (1885), cita – no prefácio - que o mais prazeroso trabalho li­terário de sua vida foi traduzir "Os Lusíadas" e um dos maiores intentos era o de associar o nome dele com o nome de seu mestre, Camões.

Dono de uma das per­sonalidades mais extra­ordinárias e fascinantes do século 19, Burton fa­lava 29 idiomas e vários dialetos, sendo perito na arte do disfarce. Tornou-se pioneiro em estudos etnológicos devido a diversas viagens ao redor do mundo. Veio ao Brasil como representante do governo britânico e tornou-se próximo a Dom Pedro 2º, na época, imperador do país. Sobre o Brasil ele escreveu o livro "The Highlands of Brazil" da sua viagem ao interior do país.

Inebriado com a história e o poema de Camões, Sir Richard comenta na obra àqueles que lerem esta versão, serão pou­pados do longo recital do motivo, de como e quando o Virgílio de Portugal tornou-se a perfeição do estudo de um viajante para ele.

O livro é dividido em proposição, introdução, invocação, dedicatória e narra­ção, além do epílogo concluinte. São 728 páginas com uma das narrativas mais importantes da história mundial. Tamanho é o sucesso da obra que durante a sua trajetória contou com adaptações para o cinema, teatro, ópera, televisão e até mesmo para história em quadrinhos.